Finalizar orçamento
0

Nosso mercado de auto ESTÁ SE DIRIGINDO para ONDE?

29 de novembro de 2021

O segmento automobilístico vem passando por intensas transformações desde que a crise atingiu o Brasil nos últimos anos. Superar os estragos causados pelos períodos de recessão não é uma tarefa simples, tanto as grandes indústrias quanto lojas menores precisam se reestruturar e planejar novas estratégias para superar esses desafios.

No entanto, apesar do cenário geral de mercado, alguns números da indústria automotiva são considerados bem promissores, juntamente com as mudanças que a evolução tecnológica nos trouxe, apesar das dificuldades, percebe-se que o setor de autopeças representa uma cadeia produtiva fundamental para todo o completo automotivo, sendo esta uma das grande responsáveis pelo desenvolvimento tecnológico de todo o setor. Estamos com um bom cenário devido às encomendas de montadoras buscando inovações e aprimoramentos.

A importância do segmento de reposição de peças automobilísticas para o desenvolvimento econômico e social do Brasil ocorre por ser fundamental à uma grande cota do mercado consumidor, sem ela, o setor automobilístico se tornaria inviável.

O mercado de reposição independente garante aos consumidores liberdade de escolher onde reparar e fazer a manutenção preventiva de seus veículos. A decisão pode ser tomada levando-se em consideração a confiança, o preço e a qualidade do serviço prestado. Sem essa alternativa, os proprietários se tornariam reféns das concessionárias e resultaria em uma grande queda sobre a procura de automóveis dentro dos índices de mercado brasileiro.

Para compreender melhor, trouxemos de forma simplificada a estruturação da cadeia automotiva no Brasil:

Montadoras 

Criam e montam automóveis cada vez mais tecnológicos. As montadoras compram peças da indústria de autopeças.

Concessionárias

Comercializam veículos construídos nas montadoras e as peças que fazem parte de cada um deles.

Indústria de Autopeças

Fábrica todas as peças utilizadas na construção de um veículo. A indústria de autopeças vende produtos tanto para as montadoras quanto para os distribuidores independentes. O setor tem investido em pesquisas para oferecer ao mercado automotivo tecnologia cada vez mais sofisticada, seja para a reparação ou para a manutenção preventiva dos seus produtos.

Distribuidores

Somos nós. Os grandes responsáveis por levar os produtos da indústria de autopeças até os varejistas, buscando ampliar o portfólio e a logística moderna, para poder abastecer com a máxima rapidez e qualidade o mercado varejista de autopeças, lê-se aqui nossos parceiros: Transportadores, Oficinas, Frotistas, dentre outros.

Mesmo com a atual realidade do país, pós-pandemia na qual os empresários do ramo precisam desde já analisar o cenário presente de forma estratégica. É importante mudar a perspectiva frente às empresas e negócios para o futuro que o desenvolvimento do país está nos levando, devido a alta demanda por carro seminovo e o zero km.

Outro incentivo que encontramos para com o setor, se dá por meio do BNDES, por já disponibilizar uma série de instrumentos financeiros que beneficiam a indústria de autopeças. O Cartão BNDES, produto criado em 2003 e, voltado exclusivamente para micro, pequenas e médias empresas (MPME), vem se tornando canal de financiamento cada vez mais importante para as autopeças de menor porte, conferindo agilidade na aquisição dos itens credenciados necessários ao negócio com condições favoráveis (taxa fixa pré-aprovada e prestações mensais fixas). Além disso, as fabricantes de autopeças também se beneficiam do Cartão BNDES credenciando seus produtos e permitindo que empresas de outros setores (por exemplo, as oficinas mecânicas) possam adquiri-los com o financiamento oferecido pelo instrumento. Dessa forma, Cartão BNDES pode ampliar a demanda pelas partes e peças locais entre consumidor, fornecedor e indústria.

O que percebemos….

Com as informações e os dados levantados durante os últimos anos em diversas pesquisas sobre o setor automobilístico dentro do país, suas dificuldades começaram a ser percebidas e atitudes de planejamento estratégico começaram a ser tomadas, mesmo com a queda das vendas durante a crise e as dificuldades enfrentadas, o setor manteve-se firme, e agora contando com mais suporte para seu crescimento. As empresas de autopeças serão de suma importância para o desenvolvimento automobilístico dos próximos anos.

Além disso, a estratégia de customer value (em tradução livre, “valor do cliente”) começará a ser cada vez mais aplicada ao segmento automobilístico. Por isso, é fundamental que o consumidor seja o foco dos negócios e que os serviços oferecidos levem soluções à vida e às necessidades deles.

A venda online, seja de peças ou de veículos, também está em desenvolvimento. Com a pandemia da Covid-19, ela foi grandiosamente acelerada. 

Bons negócios e até a próxima!

FECHAR [x]

O que você
precisa hoje?